Porquê BARF para os nossos animais de estimação?

Hoje em dia milhões de animais comem rações secas, e milhões ocupam salas de espera nos consultórios veterinários, para avaliar sintomas de que algo não está bem na sua saúde! Esses animais de estimação sofrem de várias doenças, alergias e complicações digestivas.

Tal como nos seres Humanos, uma dieta balanceada é um dos pilares para a promoção do bem-estar e saúde dos nossos animais de estimação.

Ora, sabemos que o cão e o gato são animais carnívoros, certo? Mas podemos afirmar garantidamente que há animais destes que nunca foram alimentados com um pedaço de carne!

Não deixa de ser surpreendente, mas ao mesmo tempo sabemos porquê. Vivemos num mundo em que o alimento comercial (a ração) é fortemente usado e apoiado como “alta qualidade”, mesmo depois dos nossos animais de estimação apresentarem diversos sintomas alarmantes e desenvolverem inúmeras doenças, numa taxa cada vez maior de ano para ano.

E o que distingue uma ração premium de uma ração super premium? Veja a lista de ingredientes e compare. A diferença é muito pouca, e nenhuma delas é apropriada para o organismo de um cão ou de um gato, porque nenhum animal está adaptado a uma alimentação processada, cheia de aditivos, conservantes e corantes.

Ainda há pessoas que lhes faz muita confusão sobre o motivo pelo qual decidimos alimentar os nossos cães e gatos com uma alimentação crua biologicamente apropriada. BARF reflete a convicção de que devemos alimentar os nossos animais de estimação de uma forma semelhante à sua ascendência de lobo (cão) e lince (gato), recriando grosseiramente a composição de uma presa, tal como a Mãe Natureza pretendia.

Eles estão biologicamente preparados para comer carne e ossos crus, graças ao pH ácido do seu estômago, ao sistema digestivo curto, assim como à estrutura morfológica dos seus dentes e mandíbulas.

Alimentar os animais à base de uma dieta crua, tem inúmeros benefícios. Sendo a comida fresca, natural, crua, não cozinhada e não processada, esta está repleta de nutrientes que os nossos animais precisam e desejam, incluindo as enzimas necessárias para uma boa digestão e absorção de nutrientes.

Muitos veterinários ainda resistem em reconhecer o papel importante da nutrição na saúde dos nossos animais, e nem sequer relacionam uma doença com uma dieta incorreta. Infelizmente a maioria continua a aconselhar a ração seca, o que implica que iremos estar a alimentar o nosso cão ou gato toda a sua vida da mesma forma (errada), quando a intuição nos diz que a verdadeira saúde não passa por lhe dar uma vida toda o mesmo.

Já imaginou dar batatas fritas ao seu filho todos os dias, em todas as refeições, até ao resto da sua vida?