GUIA DE ALIMENTAÇÃO

Este guia é baseado no método da percentagem de peso corporal, e serve apenas como uma orientação geral para alimentos naturais crus.

Use estas recomendações para alimentar o seu animal de estimação apenas como um guia. Lembre-se de que os requisitos nutricionais dos cães e gatos variam de acordo com o metabolismo, a idade, a atividade, a genética, a saúde, o ambiente, a temperatura externa e outros fatores, e devem ser adequadamente ajustados a cada animal, observando semanalmente alterações que possam ocorrer, assim como pesar habitualmente a sua mascote.

Requisitos diários aproximados para um CÃO ADULTO OU SENIOR:

Tamanhos Peso médio do cão (kg)Quantidade recomendada por dia (2 a 3% do peso corporal)
Pequenino
260 gramas
390 gramas
4120 gramas
5140 gramas
Pequeno

6150 gramas
7175 gramas
8200 gramas
9225 gramas
10250 gramas
11275 gramas
12300 gramas
Médio13325 gramas
14350 gramas
15375 gramas
16400 gramas
17410 gramas
18415 gramas
19430 gramas
20440 gramas
21460 gramas
22480 gramas
23490 gramas
24500 gramas
25520 gramas
26530 gramas
27540 gramas
28560 gramas
Grande
29580 gramas
30600 gramas
31620 gramas
32630 gramas
33650 gramas
34680 gramas
35700 gramas
Enorme
40750 gramas
45900 gramas
501000 gramas
551100 gramas
601200 gramas

Tal como acontece com qualquer outra mudança de alimentação, pode servir os menus naturais crus de um dia para o outro. No entanto se tem um cão ou gato com um estômago sensível, pode optar por uma introdução gradual para garantir uma ótima adaptação do trato intestinal.

Quanto à frequência das refeições, e se lhe der apenas alimentos naturais em bruto, recomendamos que alimente o seu cão ADULTO com 1 a 2 porções por dia.

Não é necessário servir-lhe a comida sempre no mesmo horário, já que no seu habitat natural ele nem sempre iria comer à mesma hora. Deixe o alimento cerca de 20 minutos na tigela, e se sobrar mantenha os restos no frigorifico. Recomendamos que sirva comida sempre à temperatura ambiente - desta forma maximiza a tolerância. Após a refeição, é importante que o cão descanse sempre, para que ele possa digerir a comida com tranquilidade.

Quanto aos ossos carnudos, pode adicioná-los 3-4 vezes por semana. Se observar, no entanto, que ele está a ganhar peso indesejável ou já sofre de excesso de peso, reduza o valor que geralmente lhe serve de menus completos e equilibrados, de acordo com a quantidade que está a adicionar ossos carnudos à sua dieta.

Cão sénior

Geralmente as quantidades são iguais para um cão adulto como para um cão sénior. No entanto, no caso dos idosos o metabolismo diminui, e inserir algumas mudanças como alimentos leves com proteínas fáceis de digerir, podem ajudar a preservar a saúde do nosso “velhinho”, como por exemplo o menu de coelho, com baixo teor de gordura e com proteínas fáceis de digerir.

Cadela em gestação

Durante os dois primeiros terços da gravidez, alimente-a como um cão adulto normal. É importante que a sua dieta seja completa e equilibrada em todos os momentos. Para o último terço, recomenda-se que lhe sirva 3 a 4% do seu peso corporal por dia, dividido em várias doses. Nos últimos dias de sua gravidez é aconselhável servir alimentos leves, como por exemplo menu de frango, e evitar grandes quantidades de ossos carnudos. Sempre que possível adicione suplementos às suas refeições.

Cadela lactante

Dependendo do tamanho da ninhada e dos cachorros, pode alimentá-la com 3% a 6% do seu peso corporal por dia de toda a variedade de menus, em especial de menu cachorro. Uma mãe lactante precisa de uma grande quantidade de alimentos com alto teor de gordura e proteína e cheio de cálcio sob a forma de ossos carnudos. Toda a variedade de alimentos crus para adultos é apropriada, especialmente os de cordeiro.

Cão de trabalho ou com muita atividade

Estes cães em dias com atividade de alta intensidade, podem ser alimentados com valores entre 4% e 6% de seu peso corporal, idealmente com um maior teor de gordura para fornecer energia extra, em especial menus de pato e cordeiro.

Cão com excesso de peso

Tal como acontece com os seres humanos, o excesso de peso pode causar muitos problemas de saúde. Diabetes e doenças cardíacas são apenas duas das complicações que podem surgir e são, infelizmente, doenças caras para tratar. Saber se o seu cão está com excesso de peso é tão fácil como ver se consegue sentir as costelas dele ao toque. Caso contrário, é hora de lhe corrigir a dieta.

Além disso, sirva um pouco menos, evite as recompensas, escolha refeições com baixo teor de gordura, sendo o menu de coelho o mais apropriado. Outra sugestão são as caminhadas e passeios regulares com o seu cão, pois o exercício é uma grande ajuda para o manter em forma!

Requisitos diários para um CACHORRO:

As proporções recomendadas para os filhotes de acordo com a idade são:

  • 2 a 4 meses 10% de peso corporal
  • 4 a 6 meses 8% do peso corporal
  • 6 a 8 meses 6% de peso corporal
  • 8 a 10 meses 4% do peso corporal
  • 10 a 12 meses 3% de peso corporal

É importante lembrar que a variedade é importante em qualquer estágio de desenvolvimento de um animal, de modo que não é recomendado o uso exclusivo de menus de cachorro durante o primeiro ano de vida. Recomenda-se que seja servido aos pequenotes o menu cachorro durante 4 a 5 dias por semana, e que os outros 2-3 dias seja variado com outros menus.

Requisitos diários aproximados para um GATO ADULTO:

TamanhoMédia de Peso (Kg)Quantidade recomendada por dia (gato pouco ativo) 3% peso corporalQuantidade recomendada por dia (gato muito ativo) 6% peso corporal
Pequeno4120 gramas240 gramas
Médio5150 gramas300 gramas
Grande6180 gramas360 gramas

Um gato inativo ou com excesso de peso consumirá uma quantidade menor que as demais. Em geral, a maioria dos gatos regulam o seu consumo, embora e idealmente, eles deveriam consumir 3 a 6% de seu peso em alimentos crus por dia. Conhecendo o seu gato melhor do ninguém, use estas instruções de alimentação apenas como um guia para as porções diárias, ajustando as quantidades sempre que achar necessário e adequado.

Os gatos são bem conhecidos por serem requintados e exigentes, e por isso o ideal é começar a dieta BARF logo em pequeninos.

A partir de 6 semanas de idade pode ser servido entre 6% e 10% do seu peso corporal por dia.

Antes das 6 semanas de idade, a comida deve ser aquecida, porque simula a maneira pela qual a sua mãe alimentaria as suas crias no ambiente natural, digerindo parcialmente o alimento para eles.

Como com qualquer outra mudança de alimentação, introduza gradualmente os menus crus para assegurar uma ótima adaptação do trato intestinal.

Se tiver alguma questão fale@caonosco.pt